- Publicidade -

Notícia lançada nessa sexta de manhã agitou o mercado americano de fantasy sport. Fusão ainda depende de aprovação de órgão regulamentadores

O primeiro site de fantasy sports brasileiro já está no ar, o Brazuca FC. Clique aqui e confira todos os detalhes dessa grande novidade para os amantes de fantasy

Os dois maiores sites de fantasy sports do EUA anunciaram, em caráter oficial, nessa manhã de sexta que estão em processo de fusão de suas marcas.

Os CEO’s de ambas as empresas encerraram um tema que já havia sendo especulado há alguns meses por sites especializados e realizaram conferência de imprensa anunciando os planos futuros para a fusão das marcas e alguns detalhes que já estão definidos e devem entrar em vigor em breve.

DraftKings CEO Jason Robins (Esquerda) e FanDuel CEO Nigel Eccles (Direita)
DraftKings CEO Jason Robins (Esquerda) e FanDuel CEO Nigel Eccles (Direita)

Robins será o CEO da nova marca que surgirá com a fusão e Eccles será o Presidente de um conselho que será composto por 3 diretores de cada uma das empresa mais um diretor independente que será anunciado assim que a nova empresa surgir. Outro ponto que chamou a atenção é que, pelo menos nessa fase da fusão, a empresa manterá as duas sedes de controle em Boston e New York, que são atualmente as cidades onde estão DraftKings e FanDuel, respectivamente.

Apesar de as razões que levaram à essa decisão ainda não terem sido esclarecidas pelos próprios sites, o que os sites especializados alegam como principal motivo é a diminuição dos custos de operação, principalmente de marketing, visto que apenas no ano passado as empresas gastaram apenas em publicidade algo em torno de U$200 milhões, e isso apenas com publicidade de TV, não estão contabilizada as verbas gastas com rádio, sites especializados, propaganda visual de rua e a construção de estações dos sites em estádios e ginásios nos EUA.

Lounges das empresas DraftKings e FanDuel dentro dos estádios nos EUA
Lounges das empresas DraftKings e FanDuel dentro dos estádios nos EUA

Outro ponto especulado pelos especialista é uma diminuição na competição por novos jogadores e formas de jogos. A combinação das empresas deve reunir algo entre 90% à 95% de todo mercado de Daily Fantasy Sports americano, o que faria com que a nova empresa dominasse o mercado e seria diretamente a primeira, e até única ou mais lógica, opção de site para se jogar fantasy competitivo em solo americano.

Mas é nesse ponto que justamente a fusão pode esbarrar, pois uma fusão desse tipo pode gerar um monopólio do mercado, causando uma concorrência desleal com os outros sites menores que não teriam as mínimas chances de competir com um gigante desses nas mesmas condições. Marc Edelman, um especialista na área de fusões, comentou que “… o caminho para a aprovação está cheios de perigo”.

Mas caso seja aprovada a fusão das empresas veja como ficaria o cenário americano de fantasy sports tanto em parcerias que as empresas tem com os maiores campeonatos esportivos americanos, quanto em movimentação financeira de prêmios pagos aos jogadores:

Uma provável DraftDuel. Lista das ligas em que elas tem parcerias:

  • Major League Baseball (DraftKings)
  • NBA (FanDuel)
  • NHL (DraftKings)
  • Major League Soccer (DraftKings)
  • NASCAR (DraftKings)
  • NFL (Ambos os sites têm parcerias com várias equipes da competição)
Comparação das premiações distribuídas pelos sites DraftKings e FanDuel em três períodos.
Combinação das premiações distribuídas pelos sites DraftKings e FanDuel em três períodos.

Como vocês podem ver, se aprovada a fusão, um monstro dos fantasy sports surgirá no mercado americano e potencialmente pode se tornar uma marca global, chegando inclusive aqui no Brasil. Mas o processo, como foi dito pelos CEO’s das empresas será lento, e só dever ser concluído no segundo semestre de 2017. Por enquanto tudo continua na mesma para os jogadores, que serão os mais beneficiados com esse fusão.

- Publicidade -