- Publicidade -

Falei com Thiago Freitas, que no domingo passado se consagrou como grande Campeão da Liga Nacional do Cartola FC e da Liga Pró e recebeu um belo prêmio de R$ 10 Mil pela conquista

Chegou ao fim mais uma temporada do Cartola FC. Mas você não precisa esperar até maio do ano que vem para jogar fantasy. Clique aqui e conheça o Brazuca FC, o site de Fantasy Sports que chegou para revolucionar o mercado brasileiro

Nossa primeira entrevista aqui no Mundo Fantasy foi com um grande campeão de uma disputa de Fantasy Sport (clique aqui para ver a entrevista completa) e a segunda é ainda mais especial, pois entrevistamos ninguém menos do que o Campeão Nacional do Cartola FC de 2016, que é o maior Fantasy Sport nacional. Thiago Freitas, controlando a conta Mal de Chagas, não tomou conhecimento dos adversários e com uma regularidade incrível bateu mais de 7 milhões de jogadores que participaram da Liga Nacional.

Nessa entrevista falamos um pouco sobre sua conquista, as estratégias que Thiago Freitas utilizou ao longo da competição para chegar ao topo, sobre outras modalidades de Fantasy e muito mais, confiram.

Jovani de Pádua: Bem vindo ao Mundo Fantasy, Thiago Freitas, também conhecido nas Ligas do Cartola FC como Mal de Chagas. Em primeiro lugar, eu, em nome de toda a equipe do Mundo Fantasy quero te parabenizar pelas vitórias na Liga Nacional do Cartola FC, que tinha mais de 7 milhões de participantes e consequentemente a conquista do título de Cartoleiro Pró. Poderia me contar um pouco de como foi a disputa durante o ano e qual a sensação de ser o campeão?

Thiago Freitas: Agradeço ao pessoal do Mundo Fantasy por pelas felicitações. Sabemos que não é fácil ganhar o Cartola FC e nem eu imaginava que um dia conseguiria esse feito. Todos nós que gostamos de futebol fazemos o cartola para brincar com os amigos, fazer alguma aposta nas ligas privadas, como eu faço todo ano. E não foi diferente, tenho os amigos de Passo Fundo e Ronda Alta no Rio Grande do Sul e uma liga aqui em Campo Mourão/Paraná, eu organizo a de Passo Fundo, que se chama 100 Pila Cada, na qual tem 20 times, os 4 primeiros ganham premiação, os 8 primeiros se classificavam até a 32 rodada para um mata mata (ida e volta), os 4 últimos pagam 50 litros de chope e os 2 últimos assam o churrasco no final do ano. Porém, após a metade do campeonato, eu fui perceber que estava me aproximando dos primeiros colocados na Liga Nacional, foi aí que comecei a acompanhar mais os times da ponta. Quando dei por conta estava em 13 no nacional, depois fui para terceiro e na 31ª rodada cheguei na primeira colocação. Após assumir a liderança cai um pouco de rendimento e cheguei a ir para 6. E faltando uma rodada retomei a primeira posição e consegui administrar a vantagem na última rodada, abrindo um pouco ainda, e sendo campeão.

JP: Agora que os holofotes estão todos voltados para você pretende se promover como o Campeão Nacional do Cartola FC, criando um canal no YouTube ou uma página no Face onde você ajudaria outros cartoleiros fanáticos a melhorarem seu desempenho no fantasy?

TF: Olha, eu sempre gostei muito de futebol e sonhei muito em participar de programas esportivos comentando futebol. Nesse ano eu comecei um canal de Culinária no YouTube, chamado Rango na República e cheguei a cogitar iniciar um de dicas para o Cartola, porém já estava no final do campeonato. Contudo, tenho a ideia de criar um Canal de Dicas para o próximo ano sim, caso surja algum convite podemos analisar, mas com certeza tenho essa ideia bem encaminhada. Participei de um vídeo de dicas na 32 rodada na Gazeta do Cartola no YouTube (veja o vídeo com a participação de Thiago no final da entrevista) e o pessoal já começou a me cobrar para fazer um canal.

JP: Qual foi sua estratégia para conseguir chegar ao topo do maior Fantasy Game nacional? Costuma consultar sites especializados, programas esportivos, sites de estatísticas esportivas ou joga mais com o coração?

TF: Eu tenho apenas uma regra no Cartola FC, não escalo jogadores contra o Grêmio, que é meu time do coração. Para escalar eu gosto de conversar com os amigos, assistir alguns vídeos e acompanhar os sites de notícias, mas a minha principal dica é que os cartoleiros assistam aos jogos, pois assim você vai saber como os jogadores estão jogando, em qual posição, quem bate as faltas, escanteios e pênaltis.

Desempenho da equipe de Thiago Freitas, o Mal de Chagas, durante todas as rodadas do Cartola FC. Fonte: Site Cartola Stats

Não deixe de ler o nosso Resumão de tudo o que aconteceu de bom e ruim no Cartola FC nessa temporada de 2016. Clique aqui e confira

JP:  Esse ano a grande novidade do Cartola FC foi a inclusão do sistema Cartoleiro Pró, onde os jogadores pagaram para fazer parte do programa e concorrer à vales compras e ter alguns benefícios dentro do jogo. Para você, obviamente, valeu muito a pena, pois foi o campeão e ganhou R$ 10 Mil em prêmios, mas acredita que o sistema foi bom para a maioria dos cartoleiros que pagaram para ser Pró?

TF: Como você mesmo disse, para mim foi excelente ter me tornado PRO devido a ter ganhado o prêmio. Porém, o prêmio eu considero baixo pelos padrões e patrocinadores que o Cartola FC tem. Inclusive, um erro é que apenas o primeiro colocado ganhe premiação, imagina ficar o ano inteiro tentando ser campeão e terminar em segundo não ganhando nada. A justificativa do Cartola FC para cobrar um valor era de melhorar o sistema como um todo, deixando mais rápido, abrindo o mercado o quanto antes, ter um aplicativo que atualizasse em tempo real, entre outros. Mas isso não ocorreu, o Cartola FC seguiu com os mesmos problemas. Eu entendo que antes existiam muitas ligas com poucos cartoleiros, pois não tinha um limite e de acordo com o pessoal do Cartola FC isso deixava o sistema lento, mas esse modelo de sobrança, apesar de ser alternativo, não se justificou.

JP: O tema Fantasy Sports no Brasil logo remete a quase que somente o Cartola FC, que é o maior site de Fantasy do país e é de futebol, a maior paixão nacional. Mas existem outros sites de fantasys disponíveis que oferecem outras modalidades esportivas como UFC, NFL, NBA e até Stock Car. Já tentou jogar alguns desses fantasys em outros sites ou seu negócio é só futebol mesmo?

JP: Eu tentei jogar uma vez um Fantasy da Copa do Mundo e um da Champions League, porém não passei da primeira rodada, aí deixei de acompanhar. E sobre outros esportes, apesar de gostar de muitos, não acompanho da mesma maneira que o futebol.

MF: Não sei se você tem conhecimento, mas no EUA os sites de Fantasy Sports são uma febre e realizam torneios que pagam prêmios milionários aos jogadores, inclusive já fizemos várias matérias aqui no site mostrando como é por lá. Você acredita que o Brasil tem potencial para ter um site ou vários que ofereçam o mesmo serviço que é oferecido nos EUA e os competidores de fantasy daqui, que gostam do Cartola FC e outros fantasys, possam jogar todas as rodadas competindo por prêmios em dinheiro?

TF: Acredito que sim, o Cartola FC está crescendo muito, dificilmente alguém nunca ouviu falar do jogo. Caso esses sites que você citou tenham uma jogabilidade fácil, prêmios cada vez maiores e mais jogadores premiados os cartoleiros irão se interessar e se dedicar muito. Diante disso, todos os sites, Canais no Youtube, patrocinadores, blogs, entre outros, irão crescer conjuntamente.

JP: Ainda falando sobre o mercado americano de Fantasy Sports, parte desse grande sucesso se deve ao modelo de disputa conhecido como Daily Fantasy (no Brasil traduzimos como jogado por rodada), onde o jogador não precisa jogar a temporada toda do fantasy, ou seja, ele pode jogar uma determinada rodada do fantasy e competir nas mesmas condições que os outros competidores, com a mesma quantidade de “dinheiro” para montar sua equipe e se não quiser jogar uma determinada rodada ou simplesmente esquecer de jogar ele não perde nada por isso. Acredita que um sistema desses (Nos sites americanos o jogador paga uma inscrição para jogar o torneio. Um exemplo: ele paga 50 dólares pra jogar um torneio de fantasy da NFL. Desses 50, 45 são destinados à premiação e 5 fica para o site, como comissão. Alguns torneios tem premiações de 4 ou até 5 milhões de dólares. Aí eles distribuem essa premiação para os 15% que mais pontuaram, o campeão ganha 1 milhão, o segundo uns 500 mil e assim vai) pode fazer sucesso aqui no Brasil e trazer mais competidores aos fanatsys que não querem ou não podem se dedicar a jogar uma temporada toda?

TF:  Eu entendo que pode dar certo esse sistema de americano aqui no Brasil, o Poker funciona dessa maneira. Jogador entra em algum torneio, mediante pagamento de uma inscrição, e joga. Podendo não participar de outras rodadas, ocorrendo a premiação por rodada que o cartoleiro participar. Da mesma maneira que o poker demorou um pouco para inflamar no Brasil, acho que este método também pode demorar um pouco. Porém, todos gostam de fazer algumas apostas e quem acha que sabe jogar bem entra nessas e tem chance de ganhar alguns prêmios maiores. Então acredito que pode dar certo aqui sim.

JP: Os Fantasys Sports são conhecidos mundialmente por serem considerados jogos de habilidade, onde a habilidade, conhecimento, estudo, dedicação e técnica do jogador prevalecem perante a sorte na determinação do resultado da disputa, como no Poker, que você citou acima, Xadrez entre outros. Você acredita nessa afirmação ou acha que a sorte é um fator importante na determinação de um resultado de uma disputa de Fantasy Sport?

TF: Olha, a sorte pode contar em alguns momentos, porém o seu estudo dos jogadores, táticas e desempenhos tem uma participação grande nos bons resultados. Por exemplo na última rodada o pessoal veio me perguntar qual seria o meu time e eu estava em dúvida entre 2 jogadores, Willian Pottker (Ponte Preta) e o Cueva (São Paulo), todos falaram pra por o Cueva, mas como o Peruano vem jogando mais atrás e o Pottker estava querendo a artilharia do campeonato eu fui de “Harry Pottker”. Não deu outra, Cueva expulso (um pouco de sorte) e Pottker gol.

JP: Thiago Freitas, gostei muito da sua entrevista aqui para o nosso site Mundo Fantasy. Mais uma vez parabéns pela bela conquista, como dizem no Poker, “Bem Puxado”. Pra finalizar, o que pretende fazer com o belo prêmio de R$ 10 mil que conquistou por ter sido o Campeão do Cartola FC em 2016?

TF: Valeu Jovani pelo convite e galera do Mundo Fantasy, foi show. Com esse prêmio de R$ 10 mil em compras em uma rede de lojas nacional eu vou dar alguns presentes de Natal, pegar alguns eletrodomésticos para o meu escritório de Advocacia e estou precisando de um celular melhor. Vou fazer um orçamento na loja, rsrsrs.

Quem quiser seguir essa fera do Cartola FC aqui vai o Instagram: thiagofreitas88 e o Face: Thiago Souza Gomes de Freitas

- Publicidade -